domingo, 28 de outubro de 2012

Doce de Gila/Chila

Todos os anos faço este docinho que tanto aprecio, dá um pouco de trabalho é verdade, mas acho que o resultado vale bem a pena o trabalho que temos.
O ano passado ao partir a abóbora, notei que a casca soltou-se logo do "miolo", ou seja tive o trabalho facilitado, pois foi escudado ter que andar a raspar as cascas, depois de cozidas.
O que me disseram foi que quando se compra uma abóbora destas não se deve de utilizar logo, ou seja devemos de deixa-la sossegadinha uns tempos, verdade ou não tal como o ano passado eu tive mais de um mês com a abóbora sem mexer nela. Hoje ao amandá-la ao chão, mais uma vez consegui separar logo a casca do miolo, ou seja assim sendo, ocupando muito menos espaço, para cozer, resolvi experimentar fazer o doce na Bimby :)
Depois de amandar com a abóbora ao chão consegui logo retirar a casca e separar  o miolo desta maneira
Ingredientes
Abóbora Gila
600g água
açúcar (o peso da abóbora depois de cozida e escorrida)
casca de limão (só a parte amarela)
1 pau de canela
sal q.b.
200g água

Preparação
Estas abóboras não são como as outras, ou seja não as podemos partir, nem as descascar com uma faca, pois segundo parece, se o fizermos fica com um sabor a peixe.
Amandamos com a abóbora várias vezes ao chão até que a casca estale e dê para retirar a casca do miolo. Uma dica é depois de termos a abóbora em casa, ficar um mês até a usarmos.

Retirar as pevides e os filamentos amarelados, ficando apenas os fios branquinhos. Tentar logo separara ao máximo os fios.(ver foto em cima)
Num escorredor passar o miolo várias vezes por água, se quisermos podemos deixar um pouco na água. Neste caso eu preferi em água corrente ir lavando o miolo.

Colocar no copo água (600g) já previamente quente, fervi água num fervedor eléctrico. Colocar na varoma e no tabuleiro a abóbora, salpicar com sal. Colocar no copo e programar 20min/varoma/vel3.



Quando acabar deixar a abóbora a escorrer durante uns 30 minutos. Quando estiver quase, com a ajuda de uma colher de pau podemos ajudar a escorrer o resto da água. Separar o que ainda poderá estar agarrado, para que fiquem os "fios soltos".
Pesar a abóbora. O peso da abóbora será o que vamos usar em açúcar.
Colocar no copo a água, o açúcar, a casca de limão e o pau de canela. Programar 20min/varoma/vel2.
Terminado o tempo, colocar a borboleta, e a gila. Programar 30min/varoma/vel.col ineversa. Substituir o copinho pelo cesto, para evitar salpicos. Se terminado o tempo achar que ainda é necessário mais um pouco de tempo, é só programar mais 5 ou 10 minutos à mesma temperatura e velocidade.



8 comentários:

Manuela Teixeira disse...

Dá imenso trabalho mas é uma delícia. E é tão bom para rechear uma torta...

Bjnhos e uma magnífica semana.

http://saborescomtempo.blogspot.pt/

Luisa Alexandra disse...

Fantástico, mesmo apetitoso!

Dalia Costa disse...

Ficou muito bonito o doce, branquinho e vêem-se muito bem os fios! Vou ver se arranjo uma abóbora e tentar também!
Obrigado pela partilha e mais uma vez pela inspiração!
Beijinhos

Rachel disse...

É muito saborosa!

André Marreiros disse...

Então é o que de faz à casca do limão?!É triturado ou tira se no final do doce estar concluído?

André Marreiros disse...

Então e o que se faz com a casca do limão? É triturado ou retira se a casca quando está terminado o doce?

André Marreiros disse...

Então é o que de faz à casca do limão?!É triturado ou tira se no final do doce estar concluído?

Andreia Cambez disse...

a casca de limão e o pau de canela retiramos antes de meter no frasco.
Nada é triturado

Poderá também querer ver...

Blog Widget by LinkWithin